Loading…

NOTÍCIAS

Crise no leste europeu marca reunião de Embaixadores Empresariais de Braga

A primeira reunião de embaixadores empresariais de Braga de 2022, que decorreu na semana passada, ficou marcada pela reflexão sobre os efeitos da guerra na Ucrânia na economia bracarense.

Para Ricardo Rio, presidente do Município de Braga e da InvestBraga, este é um período muito particular para a vida económica global e, numa abordagem mais particular, de Braga, sendo “prioridade municipal perceber de que forma será possível ajudar a mitigar os efeitos da guerra, bem como da escassez de matérias-primas”.

Os embaixadores empresariais destacaram, durante a reunião, a frustração por ver que, ao contrário do que esperavam, os preços das matérias-primas estarem a aumentar de forma cabal. A este problema junta-se ainda o decréscimo no número de encomendas e a instabilidade trazida pela crise ucraniana. Reforçaram ainda as complicações trazidas pela mais recente greve do setor dos transportes de carga em Espanha.

Conscientes das dificuldades que os próximos meses poderão trazer para a economia, sobretudo se a guerra na Ucrânia não cessar, os empresários de Braga deixaram o desafio para que houvesse um reforço de políticas públicas estruturais que permitissem às empresas garantir o êxito da sua atividade profissional.

Já no campo social, os empresários enalteceram a ação rápida do Município no apoio à comunidade de refugiados ucraniana e mostraram-se disponíveis para apoiar a integração dos mesmos, quer através do desenvolvimento de programas de apadrinhamento que permitam que a comunidade possa continuar com os seus estudos, quer através da captação da mão-de-obra para as suas empresas ou até através do apoio direto a programas de qualificação e requalificação, a ser desenvolvidos pela Universidade do Minho, com vista à integração dos refugiados.